Serviço de encontros turca

UEFA Liga Europa 2018/9, 1.ª Mão dos 16-avos-de-final: Galatasaray SK 1-2 SL Benfica

2019.02.14 20:52 fidjudisomada UEFA Liga Europa 2018/9, 1.ª Mão dos 16-avos-de-final: Galatasaray SK 1-2 SL Benfica

FORMAÇÃO EM PESO NUM SUCESSO HISTÓRICO

Com seis jogadores da Formação no onze, três dos quais em estreia nas provas da UEFA (Ferro, Yuri Ribeiro e Florentino, que acompanharam Rúben Dias, Gedson e João Félix), um Benfica histórico fez ainda mais história ao vencer pela primeira vez na Turquia: 1-2 em casa do Galatasaray, na 1.ª mão dos 16 avos de final da Liga Europa.
No primeiro duelo das competições europeias sob o comando do treinador Bruno Lage, o Benfica desenvolveu ataques perigosos logo no arranque da partida disputada em Istambul. Num lance de bola corrida, João Félix, aos 12', dispôs de alguma liberdade no corredor central, correu na direção da grande área do Galatasaray e chutou de pé direito para Muslera encaixar.
Os turcos deram sinal de vida perto da zona guardada por Odysseas aos 19', com Onyekuru a rematar ao lado (a bola ainda raspou num jogador do Benfica) depois do cruzamento de Linnes no lado direito.
À passagem do minuto 26, Cervi cruzou da esquerda e Marcão levou o braço à bola na área do Gala. Penálti! Salvio, da marca dos 11 metros, atirou para a esquerda e bateu Muslera, que adivinhou o lado, mas não travou a marcha da bola (0-1).
A equipa da casa procurou reagir, forçando principalmente ações que pudessem resultar em cruzamentos, na tentativa de explorar a potência de Diagne. Até porque a organização defensiva do Benfica não concedia grandes espaços para o adversário se aventurar por outros caminhos ou arriscar diferentes soluções. Os encarnados, por sua vez, com uma circulação de bola segura e fluida, facilmente ligavam jogadas rápidas e ameaçadoras.
O início da segunda parte trouxe duas más notícias às águias. Salvio, por razões físicas, teve de deixar o relvado, sendo rendido por Gabriel (48'). Rúben Dias assumiu então a braçadeira de capitão. E ao minuto 54, já depois de Severovic ter importunado o guardião Muslera, o Galatasaray empatou o desafio: Nagatomo descobriu uma forma de cruzar na esquerda e Luyindama foi mais forte pelo ar, cabeceando cruzado e sem hipóteses de defesa para Odysseas (1-1).
Pressionante e insistente, Seferovic apossou-se de bola já muito perto da área contrária aos 61' e, apoquentado por um defesa, ainda chutou com veneno para intervenção de Muslera.
Porém, aos 64', no reencontro com o guardião, o camisola 14 das águias não perdoou: correndo na direita para captar um passe longo de Rúben Dias, Seferovic impôs-se no corpo a corpo com Marcão, puxou a bola para o melhor pé e bateu fora do alcance do internacional uruguaio que defende a baliza do Gala (1-2). O internacional suíço apontou assim o seu 17.º golo na temporada, o segundo nas provas europeias.
Os derradeiros 25 minutos da partida foram agarrados de forma adulta pelo Benfica, que tapou caminhos para a sua baliza e esteve sempre desperto para lançar ofensivas, fazendo uma gestão de bola impecável já muito perto do final, numa altura em que Krovinovic (rendeu Cervi aos 81') e Samaris (substituiu Gedson aos 87') já operavam no meio-campo.
O jogo da 2.ª mão da eliminatória está aprazado para as 20h00 de 21 de fevereiro (quinta-feira) no Estádio da Luz.

BRUNO LAGE: "COMPROMISSO ENORME E UM GRANDE JOGO DE EQUIPA"

Na análise à primeira vitória do Benfica na Turquia nas competições da UEFA, o treinador Bruno Lage sublinhou o "compromisso" e o "grande jogo de equipa" frente ao Galatasaray (1-2), numa partida em que as águias entraram em campo com seis jogadores formados no Caixa Futebol Campus.
Jogo está a meio e continua no Inferno da Luz
"Estamos em vantagem. Fizemos aquilo em que acreditávamos. Entendemos que este era o melhor onze para jogar, definimos muito bem a estratégia e estamos todos satisfeitos pela vitória e por sentirmos que temos equipa, que podemos contar com todos. É uma vitória, vale três pontos para Portugal e neste momento estamos a meio do jogo."
"Sabíamos que íamos defrontar uma grande equipa, num estádio lindo, com o público a apoiar, o que seria claramente um ponto a favor do Galatasaray. Disse aos meus jogadores para não terem pressa, porque os primeiros minutos poderiam ser de emoção e eventualmente o jogo poderia estar um pouco dividido, mas com o tempo poderia vir para nós. Foi o que aconteceu. É importante realçar que defrontámos uma equipa muito forte, com grandes valores individuais e um enorme treinador. Mas repito: a eliminatória está a meio, ainda temos 90 minutos, agora no Inferno da Luz, para passar à ronda seguinte."
Meia dúzia da Formação no onze
"Ficamos satisfeitos e orgulhosos por ver jogar miúdos que há dois/três meses estavam na equipa B. Um risco apostar em tanta juventude? Fiz o que senti pelo que tenho visto nos treinos, pela análise do que vai sendo o nosso dia e da gestão de um plantel, sabendo que temos meses carregados de jogos. Se tivesse corrido mal, tinha sido o risco; as coisas correram bem, nós acertámos. As decisões são assim."
Primeira vitória na Turquia com seis miúdos: especial?
"Fico muito satisfeito com isso. Para o Clube é muito importante, temos um caminho traçado. Ter tido a oportunidade de vencer na Turquia com seis miúdos da Formação deixa-nos muito satisfeitos. É normal que se fale nos seis que jogaram, e ainda estava mais um no banco [Jota], mas o mais importante é que fizemos um grande jogo de equipa. Fomos solidários, fomos equipa."
Rendimento: todos contam
"Provámos em campo que todos contam. Estamos a jogar consecutivamente de três em três dias. Em cinco semanas tivemos uma em que pudemos treinar. Os jogadores vão tendo oportunidades, estou satisfeito com o rendimento dos que vão jogando e tenho consciência de que houve gente que ainda não teve oportunidade. Quem joga tem de aproveitar para marcar presença e dizer que podemos contar com eles. Com a decisão de trazer os quatro reforços da equipa B, o plantel ficou muito competitivo. Temos tido a satisfação de ver que há um compromisso enorme, de equipa, e é dessa forma que temos de funcionar. Estou muito satisfeito com o trabalho de toda a gente."
Parabéns do Presidente
"O Presidente deu os parabéns a todos, trabalhamos em equipa, não destacamos individualidades. Foi a primeira vitória do Benfica na Turquia e estamos todos muito satisfeitos."
Lesão de Salvio
"Ainda não temos uma ideia. Foi algo inesperado. Vamos aguardar e avaliar. Estou muito satisfeito pelo jogo e pelo trabalho que Salvio tem vindo a desenvolver."

Coisas e Loisas

  • Benfica voltou a sofrer fora de casa nas competições europeias: 11.º jogo consecutivo a sofrer como visitante na UEFA. 11 jogos a sofrer fora nas provas da UEFA, 2.º pior registo da história do clube. O pior foi estabelecido na década de 80 (16 jogos a sofrer);
  • 4.ª vez que Seferovic marca o golo da vitória do Benfica: 2017/18 Chaves; 2018/19 FC Porto; 2018/19 V. Guimarães; 2018/19 Galatasaray;
  • Benfica a vencer 1x2 fora na 1.ª mão de uma eliminatória UEFA: passou sempre! 1960/61 Hearts; 1982/83 Roma; 1989/90 Derry City; 1999/2000 PAOK; 2018/19 Galatasaray (?);
  • O Benfica soma a 5.ª vitória consecutiva (todas as competições). Com Bruno Lage como treinador, o Benfica soma 9 vitórias em 10 jogos;
  • Benfica é a 3.ª equipa portuguesa a vencer em casa do Galatasaray depois de SC Braga (2012/13) e FC Porto (já esta época). As equipas portuguesas apresentam agora vantagem frente às turcas em solo turco: 8 vitórias, contra 7 derrotas;
  • Resultado histórico: 1.ª vitória de sempre do Benfica na Turquia, ao 8.º jogo;
  • Krovinovic estreia-se nas competições europeias pelo Benfica. O médio de 23 anos já tinha realizado 2 jogos nas provas da UEFA em 2016/17, ao serviço do Rio Ave;
  • Nos 10 últimos jogos (os encontros que Bruno Lage leva como teinador do Benfica), Seferovic marcou 10 golos;
  • 17.º golo de Seferovic esta época, o 2.º nas competições europeias;
  • Salvio marcou o 6.º golo de grande penalidade pelo Benfica. Ao serviço dos encarnados, só desperdiçou um penalti, já esta época, frente ao Belenenses SAD;
  • 12º golo de Salvio nas competições europeias: passa a ser o 3.º melhor marcador estangeiro do Benfica na UEFA. Estrangeiros com + golos nas provas da UEFA: 34 Cardozo; 13 Isaías; 12 SALVIO; 11 Luisão; 10 Filipovic, Yuran;
  • 5.º golo de Salvio esta época, o 3.º nas competições europeias. O último golo de Salvio tinha sido apontado ao Rio Ave (Taça da Liga), em setembro de 2018, também de grande penalidade;
  • 6 portugueses no 11 inicial do Benfica - todos formados no clube (Ferro, Rúben Dias, Yuri Ribeiro, Florentino, Gedson e João Félix). Esta época, o Benfica já tinha utilizado 6 portugueses no 11 nas competições europeias, frente ao AEK;
  • Ferro (21 anos), Yuri Ribeiro (22) e Florentino Luís (19) fazem a estreia nas competições europeias. Florentino Luís joga a titular na equipa principal do Benfica pela 1.ª vez.

Multimédia

Eleição do MVP

Talking Points

Preparámos uma lista de temas para conversas sobre este jogo, mas estejam à vontade para passar por cima dela, ou pegar num ou alguns, e apresentar as tuas observações e expressar opiniões:
  1. O resultado foi justo? Na tua opinião, o que faltou à equipa para alcançar um resultado ou exibição melhor?
  2. Está satisfeito com a resposta da equipa hoje? Qual foi o aspeto do jogo que mais te impressionou?
  3. Com o benefício da visão a posteriori, que alterações farias ao 11 inicial?
  4. Em retrospetiva, o que farias diferente ao longo do jogo? Como avalia os critérios de substituição? Trouxeram algo diferente ao jogo?
  5. Qual foi o jogador que mais se destacou com a camisola do SL Benfica? Nessa nota, quem foi a maior deceção?
  6. Quais são os aspetos positivos que o SL Benfica pode tirar deste jogo?
  7. Enfrentaremos o CD Aves na próxima partida, no Estádio do CD das Aves, em jogo a contar para a 22.ª rodada da Primeira Liga 2018/9. Quais as perspetivas?

Relacionados

submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


2015.12.08 06:49 fidjudisomada [Pre-Match Thread] UEFA Champions League 2015/16, 6.ª Jornada: SL Benfica vs. Atlético de Madrid

UEFA Champions League 2015/16: 6.ª Jornada
Sport Lisboa e Benfica vs. Club Atlético de Madrid

Transmissão

Antevisão

Tanto o SL Benfica como o Club Atlético de Madrid carimbaram o passaporte para os oitavos-de-final na quinta jornada e vão agora, em Lisboa, decidir quem fica na frente do Grupo C.
  • Naquele que foi o seu primeiro embate oficial, a 30 de Outubro, o Benfica esteve a perder, mas deu a volta ao marcador e infligiu ao Atlético a sua segunda derrota nos últimos 25 jogos disputados nas provas da UEFA no Vicente Calderón.
  • Ángel Correa assinalou a sua estreia a titular pelo Atlético com o golo inaugural da partida, mas Nicolás Gaitán restabeleceu a igualdade para o Benfica antes de fazer a assistência para o jovem Gonçalo Guedes assinar o seu primeiro golo de sempre na UEFA Champions League.
  • Forma do SL Benfica: V-D-E-V-V
  • Forma do Atlético de Madrid: V-V-V-V-V

Retrospectiva

Benfica
  • A participar na 11ª campanha da fase de grupos da UEFA Champions League, o Benfica iniciou o percurso com um triunfo em casa, por 2-0, diante do estreante FC Astana e, depois da vitória em Madrid, perdeu 2-1 no terreno do Galatasaray, mas venceu a turma turca pelo mesmo resultado em Lisboa.
  • Na quinta jornada, os campeões portugueses recuperaram de uma desvantagem de dois golos para empatarem 2-2 em casa do Astana, atingindo assim os dez pontos, tantos quanto os que soma o Atlético.
  • Campeão europeu em 1961 e 1962, o Benfica viu, ao perder por 2-0 diante do FC Zenit na primeira jornada da edição transacta da fase de grupos, chegar ao fim uma série de 13 jogos europeus sem perder em casa (11V 2E).
  • Os seus outros dois outros jogos em casa nessa fase de grupos resultaram numa vitória e num empate, resultados insuficientes para evitar que a equipa terminasse na cauda do seu grupo, com apenas cinco pontos.
  • Ao garantir, na quinta jornada, o apuramento para os oitavos-de-final, o Benfica colocou ponto-final numa sequência nada agradável: até esta época, as "águias" tinham seguido em frente na fase de grupos em apenas uma das últimas sete campanhas na UEFA Champions League. Foi em 2011/12, quando se viram eliminadas pelo Chelsea FC nos quartos-de-final, tendo os londrinos seguido em frente com um total de 3-1 e acabado, depois, por erguer o troféu.
  • O último embate do Benfica com um adversário espanhol antes da visita desta temporada a Madrid teve lugar na final de 2013/14 da UEFA Europa League, quando empatou 0-0 com o Sevilla FC, em Turim, perdendo depois 4-2 no desempate por penalties.
  • No total, o Benfica já defrontou adversários espanhóis em jogos europeus em 24 ocasiões e o seu registo é de 6V 8E 10D. Não tinha vencido nas derradeiras 15 partidas (7E 8D) antes do triunfo da segunda jornada em casa do Atlético. A anterior vitória, também por 2-1, tinha tido lugar no terreno do Real Betis Balompié, rival citadino do Sevilha, a 29 de Setembro de 1982.
  • As duas vitórias do Benfica na Taça dos Clubes Campeões Europeus, em 1961 e 1962, aconteceram diante de opositores espanhóis: FC Barcelona e Real Madrid.
  • O Benfica somou a quarta vitória consecutiva na Liga sem sofrer golos, ao bater a Académica por 3-0 a 4 de Dezembro.
Atlético
  • Finalista vencido em 2014, o Atlético iniciou esta que é a sua sexta campanha na fase de grupos com uma vitória fora, por 2-0, sobre o Galatasaray AŞ, equipa que voltou a bater, novamente por 2-0, na quinta jornada, agora na capital espanhola. Pelo meio, para além de perder com o Benfica, o Atlético goleou o Astana por 4-0 em Madrid e empatou 0-0 na capital do Cazaquistão.
  • O Atlético participa na competição pela terceira ocasião, feito alcançado pela primeira vez.
  • Na temporada passada experimentou todos os três resultados possíveis nos jogos fora na fase de grupos e perdeu depois por 1-0 na Alemanha, na primeira mão dos oitavos-de-final, frente ao Bayer 04 Leverkusen, acabando depois por se apurar no desempate por penalties ao vencer pelo mesmo resultado em casa, na segunda mão. De seguida, nos quartos-de-final, encontrou o rival Real Madrid CF e ficou pelo caminho ao empatar 0-0 em casa e perder 1-0 no terreno do adversário.
  • O Atlético tinha levado a melhor na última ocasião em que havia defrontado adversários de Portugal antes desta temporada, com vitórias sobre o FC Porto em casa (2-0) e fora (2-1) na fase de grupos de 2013/14. O registo do Atlético fora de portas frente a oposição portuguesa é de 2V 2E 4D.
Ligações de treinadores e jogadores
  • Jan Oblak ajudou o Benfica a vencer a Liga portuguesa e a conquistar a Taça de Portugal e Taça da Liga em 2013/14 , tendo jogado os 120 minutos frente ao Sevilha na final da UEFA Europa League.
  • Tiago marcou 19 golos em 75 jogos realizados pelo Benfica entre 2002 e 2004.
  • Guilherme Siqueira disputou 18 jogos pelo Benfica, clube que representou por empréstimo em 2013/14.
  • Raúl Jiménez (2014/15 – 21 jogos, um golo), Eduardo Salvio (2010–12 – 44 jogos, cinco golos), Pizzi (2011 – 11 jogos), Sílvio (2011/12 – 10 jogos) ingressaram no Benfica após jogarem no Atlético.
  • Sílvio está no Benfica emprestado pelo Atlético pela terceira época seguida.
  • O guarda-redes Ederson foi colega de equipa e de sector de Jan Oblak no Rio Ave FC em 2012/6.
  • Jonas marcou dois golos ao Atlético em oito desafios pelo Valencia CF, enquanto Eliseu apontou um tento durante a passagem por Málaga CF e Real Zaragoza.
  • Jackson Martínez defrontou o Benfica ao serviço do Porto em nove ocasiões e marcou três golos.
Colegas na selecção:
  • Nicolás Gaitán e Ángel Correa (Argentina)
  • Tiago e André Almeida, Eliseu, Pizzi (Portugal)
  • Filipe Luís e Luisão, Júlio César (Brasil 2009–11)
  • Filipe Luís e Talisca (Brasil)

Factos

Benfica
  • Luisão, Gonçalo Guedes, André Almeida e Jardel estão a um cartão amarelo da suspensão. Nicolás Gaitán cumpriu um jogo de castigo frente ao Astana.
  • Luisão partiu o braço esquerdo na derrota por 1-0 na eliminação frente ao Sporting, na quarta ronda da Taça de Portugal, a 21 de Novembro. É esperado o seu regresso para o final de Janeiro.
  • Sílvio fez uma entorse no joelho esquerdo frente ao Astana e está em dúvida para a recepção ao Atlético.
  • Lisandro López marcou o primeiro golo pelo Benfica na vitória por 2-0 na visita ao SC Braga, a 30 de Novembro, encontro em que Renato Sanches, de 18 anos, que fora titular em Astana, fez a estreia a titular pelos campeões portugueses.
Atlético
  • O Atlético não perde há 12 jogos (V9 E3), série iniciada após a derrota na segunda jornada com o Benfica, na sequência de uma vitória por 2-0 na Liga no terreno do Granada CF, a 5 de Dezembro.
  • Tiago vai estar ausente quatro meses, depois de partir a perna direita na primeira parte da vitória caseira por 1-0 frente ao RCD Espanyol, a 28 de Novembro.
  • O Atlético iniciou a participação na Taça de Espanha ao ganhar por 2-1 na visita ao CF Reus Deportiu, a 2 de Dezembro, na primeira mão dos 16 avos-de-final.
  • Antoine Griezmann marcou cinco vezes nas últimas cinco partidas pelos Rojiblancos.
  • Diego Godín marcou o seu primeiro golo pelo clube esta época em Granada.
  • Fernando Torres soma 99 golos em todas as competições pelo Atlético. Não marca desde 19 de Setembro.

Lista de convocados

  • Guarda-redes: Ederson e Júlio César:
  • Defesas: Lisandro López: Lindelöf, Eliseu, Sílvio, Jardel e André Almeida:
  • Médios: Fejsa, Samaris, Gaitán, Gonçalo Guedes, Pizzi, Cristante, Talisca, Carcela e Renato Sanches:
  • Avançados: Mitroglou, Jonas e Raúl.

XI provável

Mitroglou Jonas
Gaitán Samaris Renato Sanches Gonçalo
Eliseu Jardel (C) Lisandro López André Almeida
J. César
Ausentes
  • Lesionados: Nélson Semedo, Salvio, Luisão.
  • Castigados: -.

Talking Points

  • Que jogadojogadores terá/terão que fazer acontecer, superar-se a si próprio e embalar a equipa para a vitória?
  • Que jogador ou aspeto do jogo do adversário constitui-se como a maior ameaça para o SL Benfica?
  • Qual é o seu onze inicial, estrutura e dinâmicas preferidos para este jogo?
  • Qual é a sua previsão sobre o resultado final e os marcadores?
submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]